Portaria com novas normas do FIES 2018 é publicada

A partir de 2018, o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) terá de adotar novas medidas, de acordo com uma portaria publicada pelo Governo Federal. A iniciativa aponta novas direções com relação aos juros praticados, o tempo para pagamento da quantia e alonga a faixa de renda para os interessados. Assim, é preciso conhecer as novas normas do FIES 2018.

Conheça as novas normas do FIES 2018

Conheça as novas normas do FIES 2018

Conheça as novas normas do FIES 2018

Confira as novas exigências para concorrer a uma bolsa de estudos no FIES:

1 – Ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) a partir da edição de 2010 e conquistado uma média de notas nas provas semelhante ou acima dos 450 pontos e não ter zerado na redação

2 – Contar com renda familiar por mês bruta per capita de até 3 salários mínimos para a categoria FIES, 5 salários mínimos na modalidade de financiamento P-Fies.

Modalidades a partir das novas normas do FIES 2018

FIES 1

Esta é uma modalidade considerada como a sucessora natural do modelo atual do Financiamento estadual e serve para os seguintes casos:

1 – Índice de juros real igual a zero

2 – Para alunos com renda familiar que não passe de três salários mínimos por mês

3 – Encerra-se a carência de um ano e meio depois da conclusão do curso e o aluno precisará iniciar o pagamento no momento em que obter o seu diploma

4 – Em função das novas normas do FIES 2018, os recursos para essa modalidade terão origem em um Fundo Garantidor, mantido obrigatoriamente pelas instituições de ensino participantes que terão que fazer investimentos equivalentes a taxa de inadimplência. O Governo Federal está liberado para inserir até 3 bilhões de reais neste fundo.

FIES 2

Modalidades a partir das novas normas do FIES 2018

Modalidades a partir das novas normas do FIES 2018

Esta é uma nova categoria criada a partir das novas medidas. Confira as novidades do Fies 2:

1 – Para indivíduos com renda familiar de até 5 salários mínimos ao mês

2 – Taxa de juros utilizada para empréstimos nos fundos regionais, atualmente na ordem de 2,5% a 3%

3 – Os financiamentos só poderão ser realizados em determinadas regiões, uma vez que o intuito é reduzir consideravelmente as desigualdades entre os estados brasileiros

4 – O aporte financeiro virá de bancos dos estados do Nordeste, Centro-Oeste e Norte, além de fundos constitucionais de estados. Assim, os empréstimos serão administrados por esses estabelecimentos bancários.

Fies 3

Este também é um formato desenvolvido com as novas normas do FIES 2018. Veja se você se encaixa nestas condições:

1 – Para alunos com renda familiar de até 5 salários por mês

2 – Os financiamentos devem ser repassados para jovens de todo o território nacional

3 – A quantia necessária será oriunda do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os contratos serão geridos por bancos privados;

4 – Financiamentos poderão ser concedidos para estudantes de todo o país.

Inscrições para FIES 2018

As inscrições na edição deste ano começam no primeiro semestre unicamente pela internet, sendo que o endereço ficará acessível para os candidatos durante o tempo para checar o Edital SESu. Além disso, as instituições de ensino superior que desejam participar da seleção devem se comprometer até o dia 19 de janeiro.

Add Comment